Turnover: O que é, Causas e Soluções

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Mão movendo bonecos indicando o turnover: alta rotatividade de funcinoários

Nesse texto você vai entender melhor o turnover, tipos, como reduzir, controlar e a calcular. Você também vai conhecer os efeitos que ele gera nas empresas e como aplicá-lo.

O que é o turnover?

O nome, de origem inglesa e significa algo como “virada” ou “renovação”. É um conceito muito utilizada por gestores de RH para entender onde está a origem do problema da rotatividade.

Trata-se de um indicador da rotatividade dos colaboradores nas empresas, ou seja, a quantidade de profissionais que deixam as empresas ou precisam ser substituídos. Hoje, é bastante utilizado nos departamentos de RH e na empresa como um todo.

A rotatividade é um efeito natural, mas quando em excesso, pode gerar grandes problemas para a empresa, gerando custos para a empresa, e por isso, deve-se ter um bom controle sobre o turnover. Esse trabalho é contínuo e fundamental para uma boa gestão empresarial.

Quais são suas causas do turnover?

Uma pesquisa realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) relatou que no Brasil, a rotatividade atingiu quase 40% em 2016.

Uma das causas do turnover é a falta de incentivo e uma projeção de crescimento para o colaborador.

Ausência de planos de carreira, projeção de crescimento e um trabalho para o desenvolvimento do profissional pode elevar o índice.

Tipos de turnover

Voluntário

Voluntário é quando ele é iniciado pelo colaborador: O empregado entra em contato com seu empregador e opta por não fazer mais parte da empresa.

Agendar uma entrevista demissional é uma forma de entender o motivador da decisão, alguns fatores comuns dessa situação é a insatisfação com a cultura da empresa, com algum colega de trabalho ou a busca por novos horizontes.

Ao entender onde foi dado a iniciativa de se retirar da empresa, é possível traçar uma estratégia para solucionar os problemas e definir uma estratégia de retenção.

Involuntário

Involuntário a ação é iniciada pela empresa, em caso de colaboradores com baixa produtividade, má conduta e demais motivos.

Vale lembrar que, nesses casos, os custos da empresa são maiores por conta de todos os seguros e pendências jurídicas na decisão.

Nesses casos, é necessário que os gestores avaliem a decisão e observem se realmente era a única opção. Muitas vezes, o colaborador pode ser reciclado ou motivado a se tornar mais produtivo e engajado com a empresa.

Quais são os riscos do turnover?

O alto índice de turnover gera uma certa insegurança nos colaboradores da empresa, gerando um clima de tensão e até mesmo uma falta de perspectiva nos colaboradores

É preciso medir o porquê do índice e como ele pode ajudar a empresa a escolher as pessoas certas, nas horas certas e sem gerar uma rotatividade elevada.

Colaboradores felizes, satisfeitos, motivados e proativos fazem da empresa um lugar agradável de se trabalhar.

A produção é melhor, as cobranças se tornam cada vez menos necessárias e nós, enquanto empresários, só temos a ganhar com isso.

Dentre todos os riscos, uma solução: Gestão de pessoas

Quando você tem o devido acompanhamento de todos os pilares da sua empresa, você entende a raiz do problema e trabalha na solução.

Durante o processo de gestão, existem inúmeros fatores que devem ser observados e usados de aprendizado para o crescimento organizacional.

Qualificar sua equipe de gestão, ter gestores proativos e que se preocupam com seus parceiros é fundamental para diminuir a taxa de rotatividade da empresa.

Como podemos reduzir ou evitar o turnover?

Identificar o problema é o primeiro passo, a partir desse momento podemos analisar como podemos soluciona-lo.

A rotatividade está diretamente ligada a satisfação do colaborador de fazer parte da empresa, o diretor é responsável pelos seus gestores e os gestores por seus departamentos.

Porém, ter uma cultura organizacional de atração, retenção e desenvolvimento de talentos em qualquer empresa, independente do mercado de atuação é um diferencial que pode agregar cada vez mais para reduzirmos este índice.

Trabalhar a inteligência emocional dos seus colaboradores pode ser um diferencial, saiba mais sobre inteligência emocional nos artigos:

Como calcular o turnover

Turnover (em %) = Funcionários que saíram da empresa / total de funcionários no mesmo período x 100

Resultado esperado:

O ideal é que a taxa seja inferior a 5%, claro que com algumas variáveis de acordo com o tipo de empresa.

Não consigo solucionar turnover, o que eu faço?

Contratar um profissional para auxiliar na solução do problema pode ajuda-lo a ter uma visão micro e macro da sua empresa. A presença de um consultor e de uma pessoa destinada a solucionar o problema de uma empresa.

Caso queira entrar em contato com o especialista e começar a trabalhar a fundo na sua empresa, basta clicar no botão abaixo

Gosto do artigo? Saiba mais no nosso Facebook, Instagram e Blog.

Deixe um comentário!

Sobre mim

Márcio Dias é Administrador de Empresas, especialista em Inteligência Emocional, natural de Rio Grande – RS, estudo dos perfis humanos(Eneagrama), desenvolvimento de liderança e especialista em Programação Neurolinguística.

Artigos recentes

Siga-nos

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES